Prova de Engenheiro Agrônomo

Prefeitura de Ipatinga/MG - 2010
IDECAN

Baixe provas e gabaritos 2

Veja também

Na íntegra

GABARITO OFICIAL APÓS ANÁLISE E DECISÃO DOS
                RECURSOS
                PREFEITURA MUNICIPAL DE IPATINGA/MG

¾ As questões com # foram anuladas; ¾ As questões em negrito tiveram a alternativa de resposta alterada; ¾ As demais permaneceram inalteradas.

                              CARGO: CONTADOR
             01       #       11        C       21        C          31   #
             02       A       12        D       22        B          32   A
             03       B       13        B       23        A          33   E
             04       A       14        A       24        E          34   #
             05       E       15        E       25        A          35   D
             06       A       16        D       26        E          36   B
             07       B       17        D       27        D          37   E
             08       D       18        B       28        A          38   #
             09       B       19        E       29        A          39   B
             10       E       20        E       30        D          40   D

===================================================

GABARITO OFICIAL APÓS ANÁLISE E DECISÃO DOS
                RECURSOS
                PREFEITURA MUNICIPAL DE IPATINGA/MG

¾ As questões com # foram anuladas; ¾ As questões em negrito tiveram a alternativa de resposta alterada; ¾ As demais permaneceram inalteradas.

                  CARGO: ENGENHEIRO AGRÔNOMO

             01       #       11        C       21        C          31   #
             02       A       12        D       22        E          32   A
             03       B       13        B       23        B          33   E
             04       A       14        A       24        E          34   #
             05       E       15        E       25        E          35   D
             06       A       16        E       26        C          36   B
             07       B       17        E       27        E          37   E
             08       D       18        A       28        E          38   #
             09       B       19        #       29        A          39   B
             10       E       20        D       30        D          40   D

PPR ROOCCEESSSSO O SSEELLEETTIIVVO O –– M MUUN NIICCÍÍPPIIO ODDEE IIPPAATTIIN NGGAA//M MGG CARGO: ENGENHEIRO AGRÔNOMO TEXTO I: Copenhague não configurou um fracasso total. Quando milhares de pessoas, bem acima das expectativas, representando entidades variadas, se dedicam tão apaixonadamente a uma causa, como acontece atualmente com a política ambiental, o resultado aparece. Se não de imediato, firma-se no momento seguinte. Aqui está uma leitura positiva da COP 15. Nunca a ecologia esteve tão em voga, discutida amplamente, envolvendo inclusive sociedades periféricas. Ganho na certa. Inexistiu um fecho da reunião, é verdade. O documento final aprovado mostrou-se pífio ante o tamanho do desafio colocado pelas mudanças climáticas. Quem aguardava um novo caminho, com metas obrigatórias de redução dos gases de efeito estufa, acabou frustrado. Mandatório murchou para declaratório. Mesmo assim, as mudanças estão em marcha. Modifica-se o padrão da economia mundial. Empresas redefinem suas estratégias competitivas, governos reveem seus planos, a sociedade grita e empurra. Após dois séculos de industrialização explorando a natureza, nasce novo paradigma da economia de baixo carbono. A economia verde do futuro. Ano-novo renova as esperanças de vida melhor. Tomara que neste 2010 uma governança global se firme para enfrentar o terrível drama do aquecimento planetário. No Brasil a torcida deseja que as eleições presidenciais incorporem o desenvolvimento sustentável no seu âmago. (O Estado de S. Paulo 12/01/2010, / adaptado) 01) Com relação à ordem em que as ideias do texto são apresentadas, estabeleça a correspondência a seguir: I. Declaram-se quais seriam as expectativas em relação à COP15 e o que realmente foi alcançado. II. É feito um apelo diante de uma perspectiva nada positiva. III. Através de uma justificativa é estabelecida a coerência da ideia expressa no desenvolvimento do parágrafo com a sua introdução. IV. O parágrafo é introduzido através de um elemento de coesão que retoma o que foi dito anteriormente. ( ) 1º parágrafo. ( ) 2º parágrafo. ( ) 3º parágrafo. ( ) 4º parágrafo. A sequência está correta em: A) I, II, III, IV B) III, I, IV, II C) II, III, IV, I D) IV, I, II, III E) II, IV, I, III 02) Tendo em vista a coesão textual, no 1º§ a expressão “se dedicam” refere-se a: A) Milhares de pessoas. D) Entidades variadas. B) Pessoas. E) Sociedades periféricas. C) Expectativas. 03) No período “Quando milhares de pessoas, bem acima das expectativas, representando entidades variadas, se dedicam tão apaixonadamente a uma causa, como acontece atualmente com a política ambiental, o resultado aparece.” as orações estabelecem entre si relações de temporalidade, o que permite: A) A substituição da palavra “como” por “quando”. B) A substituição da palavra “quando” por “sempre que”. C) A repetição da palavra “quando” em substituição a “se”. D) A omissão da palavra “quando”, já que as relações de temporalidade estão pré-definidas. E) A substituição da expressão “bem acima” por “no momento”. 04) Na construção “O documento final aprovado mostrou-se pífio ante o tamanho do desafio colocado pelas mudanças climáticas.”, o vocábulo em destaque possui a seguinte conotação no contexto: A) Reles. B) Indiscutível. C) Piegas. D) Relevante. E) Relativo. 05) A afirmação “Mandatório murchou para declaratório.” expressa no texto: A) A necessidade que um evento da importância do que ocorreu em Copenhague para discussão da política ambiental tenha um aspecto melhor definido. B) A condição de obrigatoriedade imposta pelas mudanças climáticas. C) Uma situação de despreparo para o debate de questões tão polêmicas. D) A expressão de uma utopia diante de uma situação real e com urgência de soluções. E) Uma alteração naquilo que se esperava como resultado do evento referido anteriormente no texto. TEXTO II: Nunca participei de tantas reuniões quanto agora. Mas há uma em especial de que gosto muito. Participo de um grupo que conversa sobre sustentabilidade e propõe ações de comunicação. Partimos de uma ideia simples: ambiente, economia e sociedade são interdependentes, causam e sofrem impactos e devem ser considerados também a médio e longo prazos. Numa dessas reuniões, redigimos títulos, que ocupariam buttons e manifestos. O futuro a gente faz agora, diz um dos slogans.

                                         ENGENHEIRO AGRÔNOMO
                            www.idecan.org.br         atendimento@idecan.org.br                                           -2-