Prova de Agente Administrativo

Polícia Federal - 2004
CESPE

Baixe provas e gabaritos 2

Veja também

Na íntegra

• De acordo com o comando a que cada um dos itens de 1 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com o código E, caso julgue o item ERRADO. A ausência de marcação ou a marcação de ambos os campos não serão apenadas, ou seja, não receberão pontuação negativa. Para as devidas marcações, use a folha de rascunho e, posteriormente, a folha de respostas, único documento válido para a correção das suas provas. • Nos itens que avaliam Noções de Informática, a menos que seja explicitamente informado o contrário, considere que todos os programas mencionados estão em configuração-padrão, em português, que o mouse está configurado para pessoas destras e que expressões como clicar, clique simples e clique duplo referem-se a cliques com o botão esquerdo do mouse. Considere, também, que não há restrições de proteção, de funcionamento e de uso em relação aos programas, arquivos, diretórios e equipamentos mencionados. No item zero da folha de respostas, assinale o campo correspondente ao tipo de caderno de provas que você recebeu: ± BRANCO ± ROXO ± VERDE Confira se o tipo de caderno de provas indicado no rodapé de cada página deste caderno corresponde ao tipo de caderno de provas que você recebeu.

                                               CONHECIMENTOS BÁSICOS
1             Já existe, felizmente, em nosso país, uma consciência                                  A expansão do sistema educacional brasileiro,
    nacional — em formação, é certo —, que vai introduzindo o                                         especialmente nas redes escolares públicas, resultou na
    elemento da dignidade humana em nossa legislação e para a qual                                    eliminação quase total das diferenças quanto a acesso e
4   a escravidão, apesar de hereditária, é uma verdadeira mancha de                                   permanência nas escolas e desempenho escolar de
    Caim que o Brasil traz na fronte. Essa consciência, que está                                      brancos, negros e pardos. Essa realidade transportou-se
    temperando a nossa alma e, por fim, há de humanizá-la, resulta da
                                                                                                      para o mercado de trabalho, como demonstra a
7   mistura de duas correntes diversas: o arrependimento dos
                                                                                                      igualdade de salários pagos a cidadãos de diferentes
    descendentes de senhores e a afinidade de sofrimento dos
    herdeiros de escravos.                                                                            raças.

10 Não tenho, portanto, medo de não encontrar o  A idéia principal do texto pode assim ser expressa: acolhimento por parte de um número bastante considerável de O amor à pátria é mais forte quando se está longe dela compatriotas meus, a saber: os que sentem a dor do escravo como e a dor do escravo é sentida como se fosse própria. 13 se fora própria, e ainda mais, como parte de uma dor maior — a do Brasil, ultrajado e humilhado; os que têm a altivez de pensar  O autor do texto sugere que não teme as divergências — e a coragem de aceitar as conseqüências desse pensamento — políticas das duas correntes que formam a consciência 16 que a pátria, como a mãe, quando não existe para os filhos mais nacional, porque conta com a receptividade da maioria infelizes, não existe para os mais dignos; aqueles para quem a dos compatriotas, contrários à escravidão. escravidão, degradação sistemática da natureza humana por  No texto, o termo “para a qual” (R.3) tem o sentido de 19 interesses mercenários e egoístas, se não é infamante para o para essa dignidade humana. homem educado e feliz que a inflige, não pode sê-lo para o ente desfigurado e oprimido que a sofre; por fim, os que conhecem as  No contexto em que está empregada, a palavra 22 influências sobre o nosso país daquela instituição no passado e, no “hereditária” (R.4) reforça a idéia de que a escravidão é presente, o seu custo ruinoso, e prevêem os efeitos da sua uma questão genética. continuação indefinida.  Nos trechos “é uma verdadeira mancha de Caim que o 25 Possa ser bem aceita por eles esta lembrança de um Brasil traz na fronte” (R.4-5) e “uma boa colheita no correligionário ausente, mandada do exterior, donde se ama ainda mais a pátria do que no próprio país. solo ainda virgem da nova geração” (R.29-30), foi 28 Quanto a mim, julgar-me-ei mais do que recompensado, utilizada linguagem figurada. se as sementes de liberdade, direito e justiça derem uma boa  Em “humanizá-la” (R.6), o pronome, cujo emprego é um colheita no solo ainda virgem da nova geração. (Londres, 8 de recurso de coesão textual, refere-se ao vocábulo 31 abril de 1883) “consciência” (R.5). Joaquim Nabuco. O abolicionismo. In: Intérpretes do Brasil, vol. I, Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2000, p. 21 (com adaptações).  Nas linhas 11 e 12, será mantida a correção gramatical se a expressão “por parte de (...) meus” for assim Em relação ao texto acima e ao tema nele abordado, julgue os itens a reescrita: por parte de bastantes compatriotas meus. seguir.  Sem prejuízo para os sentidos do texto, a forma verbal  O que Joaquim Nabuco escrevia em sua época vai ganhando “inflige” (R.20) poderia ser substituída por suporta. densidade nos dias de hoje. Prova disso é o atual debate a respeito da política afirmativa, a qual, envolvendo, inclusive, a adoção de  A expressão “o seu custo ruinoso” (R.23) exerce a cotas, tem por objetivo reduzir as enormes desigualdades sociais função de aposto, o que justifica a sua colocação entre geradas pela escravidão. vírgulas.

UnB / CESPE – MJ / DGP / DPF / Concurso Público – Aplicação: 20/6/2004 –1– É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

Cargo 30: Agente Administrativo CADERNO BRANCO U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A (UnB) CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE)

       DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL
                                                                            Concurso Público
                                                                           Aplicação: 22/8/2004

    O Centro de Seleção e de Promoção de Even tos (CESPE) da Universidade de Brasília (UnB) divulga os

gabaritos oficiais definitivos das provas objetivas aplicadas no dia 22 de agosto de 2004.

       GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS DAS PROVAS OBJETIVAS
                                                                                 N ÍVEL S UPERIOR
        CONHECIMENTOS BÁSICOS – PARTE COMUM AOS CARGOS de 1 a 29

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25

E E C C E C E C E C E C C E C E E C C E + C E C E 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

C E E E C E E E C E C C E E E E C C C E C E C C E CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CARGO 1: A DMINISTRADOR 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85

E CE CC ECC ECC + EC EC E C + E E E EC E CC E CCCC E E E 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120

E EE C E C E E ECC CC E CC E EC CCC CC C C E E E E E E C CC CARGO 2: A RQUITETO 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85

E CC E E EC E C + C CC E EC E CC ECC EC C C E E CC E E E CC 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120

E CE C E ECC C E E C EC CC E E E C E E EE C C EC ECC E C EC CARGO 3: A RQUIVISTA 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85

E CEC EC EC EC E + EE E E CC EC C E CE E CE EC CE C E CE 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120

C E E E CCC E E ECC CC E E EE C E E E CC E ECC E CC C E E E CARGO 4: A SSISTENTE SOCIAL 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85

CC CE ECC E C E E E CC E E CC E E C E E C CCE E E EE EC EC 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120

EC EC ECC E E ECC EC CC CC CC E E CE CCE E E EC EC CE C ARGO 5: BIBLIOTECÁRIO 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85

C E CE ECC E C E EC CE C E EC E E C C E E E CC E E CE C E CC 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120

EC CE CC E E C EC E CE C E EE E E E C CC E CE CC CC C E E E